O PCB segue em oposição ao governo Dilma (nota política do PCB-SC)

Tendo em vista o ocorrido durante manifestação pró-Dilma em Chapecó na sexta-feira 18, na qual determinados indivíduos participaram exibindo de forma ostensiva bandeira e símbolos do Partido, o PCB-SC vem a público esclarecer que desautoriza tais práticas, levadas a cabo por indivíduos que não militam no Partido e, portanto, não representam em absoluto nossa linha política. O PCB manteve e continua a manter firme oposição ao governo federal e repudia quaisquer manobras de oportunistas que visam colocar a História do Partido mais antigo e combativo do Brasil a reboque de um governo que nunca deixou de lançar constantes ataques ao povo trabalhador catarinense e brasileiro, e que agora visa usar este mesmo povo como massa de manobra para defendê-lo.
 
Não defenderemos em hipótese alguma um governo que precariza e privatiza os serviços públicos, corta verbas em áreas essenciais, retira direitos trabalhistas através de decretos, paga religiosamente os juros da dívida pública ao grande capital financeiro, entrega as jazidas do pré-sal ao capital privado nacional e estrangeiro e sanciona leis repressivas contra a livre manifestação, sempre visando fazer com que o povo trabalhador pague calado a conta da crise capitalista. Temos clareza, no entanto, que a cassação do governo do PT não representará a solução aos problemas de desemprego e inflação (e até mesmo a corrupção) que assolam o povo, uma vez que a oposição conservadora se alia aos mesmos interesses que sempre sustentaram o governo, além de também defender com afinco a realização dos “ajustes”. De fato, tanto o discurso “contra o golpe” quanto o “fora corruptos” não passam de retóricas vazias que servem aos interesses imediatos desses dois polos partidários (representados por PT e PSDB) na sua luta pelo controle puro e simples do Estado brasileiro, uma vez que não diferem no essencial em suas posições políticas.
 
Tendo clareza que nenhum dos lados desta falsa polarização satisfaz os interesses da classe trabalhadora, o PCB segue sustentando que a solução da crise não se dará pela via institucional. Assim, nosso Partido seguirá trabalhando pela construção de um amplo movimento nacional em defesa dos direitos contra os ataques promovidos tanto pelo atual governo quanto por um eventual governo conservador.
 
Comitê Regional do PCB – Santa Catarina
23 de março de 2016
Anúncios
Nota | Esse post foi publicado em Nota Política e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s