Toda solidariedade à luta dos professores do Paraná

imagem

Fora o governador Beto Richa!

O Secretariado Nacional do Partido Comunista Brasileiro (PCB) manifesta seu repúdio e indignação pelo massacre de que foram vítimas os professores em greve no Paraná. A Polícia Militar, com ordens expressas do governador tucano, Beto Richa, avançou de maneira bárbara e covarde sobre os milhares de professores que protestavam em frente à Assembleia Estadual do Paraná, ferindo mais de 200 professores, muitos em estado grave.

O aparato repressor utilizou balas de borracha, gás lacrimogêneo, gás de pimenta. cassetetes, cães pit bull, jatos de água e uma parafernália militar, que incluía carros blindados e helicópteros que jogavam bombas sobre os manifestantes, tudo isso para reprimir manifestantes pacíficos que lutavam por seus direitos. As imediações da Assembleia Legislativa do Paraná se transformaram numa verdadeira praça de guerra.

Pela dimensão do número de feridos, essa repressão selvagem possivelmente é maior já registrada em manifestações na história do Brasil e demonstra a fúria do capital e dos governos conservadores contra os trabalhadores que reivindicavam legitimamente os seus direitos. Esse massacre, na verdade, é também uma forma de vingança do governador tucano pela vitória conseguida pelos professores há dois meses numa greve histórica que mobilizou o Estado inteiro.

A nova mobilização ocorreu em função do fato de que a Assembleia Legislativa estava votando mais uma medida contra a categoria, que era a precarização do fundo previdenciário dos funcionários públicos do Estado, de forma a que o governo pudesse realizar o ajuste fiscal.

O governador Beto Richa, do PSDB, com essa brutalidade calculada, vingativa e bárbara e também pelo grande número de vítimas da repressão, muitos com os rostos e feridos pelas balas de borracha, o que significa que a polícia mirou o rosto dos professores, cometeu crime contra os trabalhadores e agora a sociedade paranaense tem todo o direito de exigir: fora esse governador tirano.

Um governador que se vinga de professores dessa forma não tem mais condições morais de continuar à frente do poder executivo no Estado. Perdeu totalmente a credibilidade. Isso se torna mais grave ainda quando se constata que um vídeo divulgado nas redes sociais registra a empolgação da assessoria dentro do Palácio do governo comemorando a repressão contra os trabalhadores.

O Secretariado Nacional do PCB, além de sua solidariedade militante com os companheiros professores em luta por seus direitos, orienta toda sua militância do Paraná, especialmente os professores e dirigentes sindicais, a ampliarem seus esforços no sentido de participar de maneira ainda mais ativa do movimento grevista, e transformar esse primeiro de maio também num dia nacional de repúdio à barbárie e a covardia contra os professores do Paraná.

Nem um passo atrás!

Ampliar a organização da greve e a mobilização popular!

SOMOS TODOS PROFESSORES DO PARANÁ!

Secretariado Nacional do PCB

Anúncios

Sobre trincheiravirtual

Até a vitória, sempre!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s