Não encostem em Amarildo!

Foto: Governador quer desalojar 500 famílias da Ocupação Amarildo, na SC-401</p>
<p>O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, o prefeito de Florianópolis, César Souza Junior, e o juiz agrário Rafael Sandi estão prestes a autorizar um massacre contra as quase 500 famílias da Ocupação Amarildo de Souza, no norte da ilha de Florianópolis. </p>
<p>A reintegração de posse, prevista para amanhã, terça-feira, 15, é baseada em um acordo covarde e ilegítimo, firmado em fevereiro quando ainda se pensava que o dono da terra era Artêmio Paludo. O empresário pretendia construir ali um mega empreendimento turístico que incluía até um campo de golfe. Porém, hoje sabe-se que as terras são públicas. O despejo, portanto, deve ser suspenso imediatamente!</p>
<p>Segundo a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), a área ocupada encontra-se totalmente inserida em propriedade da União, caracterizada como Terreno de Marinha. As terras foram roubadas por Paludo, com a conivência do Estado, durante a ditadura militar. </p>
<p>Estão sendo feitas novas audiências para um novo acordo com INCRA, ICMbio, SPU e Ministério Público Federal. Mas a Justiça, o Governo de Santa Catarina e a Prefeitura insistem em despejar os Amarildos de forma arbitrária e não oferecem alternativas às 500 famílias, com 120 crianças, a não ser o peso da violência policial.</p>
<p>A Ocupação foi construída de forma coletiva pelos moradores, que se organizaram em núcleos e ergueram suas casas e agora trabalham na terra, produzindo alimentos sem uso de agrotóxicos. Os Amarildos querem tornar as terras produtivas com um assentamento de agricultura familiar, que sirva de moradia para os trabalhadores e de abastacimento alimentar para a cidade. Para a Ocupação, essa sim é uma alternativa viável! </p>
<p>A terra é pública! Amarildo faz parte desta ilha!</p>
<p>DESPEJO NÃO! NEGOCIAÇÃO SIM!</p>
<p>AMARILDO VIVE!

Na tarde de sábado, 12 de abril de 2014, mais um ocorrido na Ilha de Santa Catarina nos chama a atenção com tristeza e revolta. Mal passados 15 dias da truculenta e absurda ação da Polícia Federal e Militar no Campus da Universidade Federal de Santa Catarina somadas as recentes ações repressoras da PM nas ocupações Palmares e Contestado, nos fazem refletir e perceber com clareza o Estado mostrando para que existe e mantem a força policial, e em particular a PM, que por meio de sua tropa de choque, age, com o uso legitimo da força, para defender a propriedade privada da terra e atacar os movimentos sociais, agindo nestes termos até mesmo para um pedaço de terra que fora grilado e pelo movimento provado ser pública, mas que, localizada ao norte nobre da Ilha não pode ser utilizada como moradia para a classe trabalhadora. Registramos aqui e em nossas ações o repúdio ao Estado Burguês que se utiliza de tais expedientes militares para reprimir e exterminar a classe trabalhadora, a juventude pobre, negra e criminalizar qualquer ação de movimentos sociais que lutem por condições de vida.

Manifestamos nossa solidariedade militante à luta pela terra, trabalho e teto travada bravamente pelos núcleos da Ocupação Amarildo, que com organização e muito trabalho produzem e resistem na terra, em seus barracos, suas cozinhas coletivas, vivendo, construindo e possibilitando um outro e novo mundo possível.

A luta não para, dela não sairemos, defendemos na luta a reforma agrária e popular e o direito a cidade. A mudança, agora, nos soa como um grito de vitória, por tudo conquistado nestes meses de ocupação, as vivências, as alegrias das crianças a consciência coletiva e transformadora gerada pelo exercício do Poder Popular.

Chamamos a todas e todos para que desde hoje dia 14 de abril estejamos em vigília, na defesa das  famílias de lutadoras e lutadores   conscientes de suas condições e necessidades. Atentos para o dia 15 de abril, nos mantemos na pressão no sentido de garantir a vitória da Ocupação que caminhará para a conquista da terra, para lá continuar a lutar, resistir e produzir.

Por terra trabalho e teto!

Reforma agrária e urbana já!

Pelo Poder Popular!

Partido Comunista Brasileiro

Comitê Regional – Santa Catarina

Anúncios

Sobre trincheiravirtual

Até a vitória, sempre!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s