Falta de água e excesso de demagogia

Nos últimos dias tem-se intensificado a onda de ataques na mídia contra a companhia estatal de água e saneamento de Santa Catarina (Casan). Críticos mais fanáticos aos serviços da empresa, como um “respeitável” colunista da RBS/Globo, chegam ao ponto de afirmar que a Casan, que existe para tratar e distribuir água para mais de 2,5 milhões de pessoas, surgiu “do inferno” especificamente para “afastar a água das torneiras”… Vale lembrar que, não faz muito tempo, uma apresentadora de telejornal desta mesma RBS veio a público em horário nobre da TV para defender uma campanha de boicote ao pagamento da conta de água, provocando impacto imediato na arrecadação da estatal! Curiosamente, esta mesma mídia corporativa que aponta a Casan como a pior coisa que já aconteceu ao povo de Florianópolis, praticamente nada fala das constantes faltas d’água em sistemas municipais (na prática) privados, como os de Palhoça, Penha, Navegantes e Balneário Camboriú, nem sequer jamais moveu um dedo em “campanhas em defesa da população” contra os péssimos serviços de empresas privadas como as companhias telefônicas.

Nós do PCB de Santa Catarina entendemos que a insuficiência de água e saneamento básico que aflige o nosso povo, em especial nesta época do ano, é um problema sério demais para ser tratado de forma tão demagógica e irresponsável pela mídia privada, que adora criar “bodes expiatórios” para a desgraça popular, principalmente se o “bode” for uma estatal que, com os atuais recursos de empréstimos de quase R$ 2 bilhões que possui, é hoje mais do que nunca alvo da cobiça oportunista dos privatistas de plantão, aos quais não interessa de forma alguma matar a sede do povo, mas sim sua sede de lucros. Entendemos que a solução deste problema passa pela apuração das demais responsabilidades que, por estar comprometida com (e ser integrante do) poder econômico dominante, a imprensa nunca citará. Assim, se o “respeitável” colunista burguês diz que “a Casan não foi criada por Deus”, afirmamos que tampouco “foi criada por deus” a pressão política da especulação imobiliária e do turismo predatório sobre a Casan e a prefeitura, que obrigaram estas a aceitar um inchaço desmedido em Florianópolis, inchaço que todos que vivem na cidade, à exceção talvez desses “senhores”, sentem diariamente. Não foi também “criado por deus” o estratagema da municipalização/privatização, que sempre associado à corrupção de políticos e empresários, retirou do controle da Casan a maioria dos municípios mais rentáveis do Estado, reduzindo drasticamente a capacidade de investimento da estatal. Quem já se esqueceu da situação de Palhoça, onde os recentes escândalos de corrupção e os péssimos serviços da empresa local levaram a população a eleger um prefeito que prometeu retornar a cidade para a Casan? E também “não foi criado por deus” o próprio governo de Raimundo Colombo (PSD), nem os governos conservadores que o antecederam, que sem jamais demonstrar interesse em investir na saúde da população, tornaram Santa Catarina um dos Estados com piores índices de saneamento básico do Brasil. De fato, quando se decide criticar a Casan, poucos param para pensar que a empresa é do Estado, e quem elege seus governantes somos nós, o povo. Portanto, se uma estatal deixa a desejar na prestação de seus serviços, a solução de tal problema está ao alcance do povo porque quem controla a empresa pública são os governantes que nós elegemos (ao contrário do dono da empresa privada, que ninguém elegeu pra mandar em nós). Por isso que nós do PCB acreditamos que a solução dos problemas da Casan passa pelo fortalecimento desta como empresa pública, e não pelo seu desmonte/privatização. Por isso, sempre defendemos que o caminho pra melhorar a empresa pública é envolver o povo na gestão desta! Defendemos que a CASAN crie um Conselho Diretor composto por representantes do Estado, dos trabalhadores e da população (eleitos em Assembleias nos municípios). Defendemos também que todo diretor ou chefe indicado pra empresa tenha que, obrigatoriamente, comprovar capacitação e experiência no setor, pra espantar de vez os politiqueiros parasitas, corruptos e incompetentes que sempre infestaram a Casan.

Por isso dizemos:

ÁGUA É VIDA, NÃO É MERCADORIA! CASAN PÚBLICA COM PARTICIPAÇÃO POPULAR!

FORA CORRUPTOS, POLITIQUEIROS E PRIVATISTAS, ÁGUA É PRA MATAR A SEDE DO POVO, NÃO A SEDE DE LUCROS!

COLOMBO E DEPUTADOS, CHEGA DE MUNICIPALIZAÇÃO, CPI JÁ!

PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO – SANTA CATARINA

Anúncios

Sobre trincheiravirtual

Até a vitória, sempre!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s