Abril Vermelho

Entre os dias 16 e 20 de abril o MST promoverá uma série de ações de luta e mobilizações do Abril Vermelho em Florianópolis. Cerca de 500 militantes participarão destas atividades. O PCB também fará parte desta luta! 

SAUDAÇÃO AOS/AS COMPANHEIROS/AS DO MST!

A concentração de terras permanece como um dos maiores problemas brasileiros. Apenas 1% de latifundiários controlam 40% das terras no país. Segundo o próprio INCRA, mais da metade das grandes propriedades de terra permanecem improdutivas.

O governo Dilma não tem avançado no sentido da reforma agrária. Somente 0,25% do orçamento federal do ano de 2012 serão destinados a políticas de reforma agrária. Enquanto isso 47,19% vai para os bolsos dos capitalistas em pagamentos de juros da dívida.

A reforma agrária foi abandonada pelo Governo Dilma. No ano de 2011 apenas 6 mil famílias foram assentadas em todo o país. Em contrapartida os ruralistas são beneficiados com a anistia dos desmatamentos a partir da destruição do Código Florestal. A mercantilização e devastação do meio-ambiente seguem seu curso.

O Partido Comunista Brasileiro solidariza-se com as lutas dos/as trabalhadores/as rurais sem-terra. É fundamental a luta pela reforma agrária e pela justiça social no campo.

Pela punição dos assassinos de Eldorado de Carajás!

Contra a concentração de terras e a exploração capitalista no campo!

Partido Comunista Brasileiro – Comitê Regional Santa Catarina

Abril de 2012

Anúncios

Sobre trincheiravirtual

Até a vitória, sempre!
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s