Homenagem ao camarada Amadeu

Síntese da trajetória política de AMADEU HERCÍLIO DA LUZ

Filho de Maria Lídia Abreu da Luz e Amadeu Felipe da Luz, Amadeu Hercílio da Luz nasceu em 24/07/33, na cidade de Blumenau/SC. Casado com Neyde Guedes da Luz, o mesmo é pais de quatro filhos: Indaiá da Luz Moreira; Irecê da Luz, Araken da Luz e de seu querido e falecido primogênito Iberê da Luz.

Diferente da trajetória política de seu avô, Hercílio Pedro da Luz (Ex-Governador do Estado de Santa Catarina), fiel servidor da elite catarinense, apesar de ter origem de uma família tradicional, Amadeu Hercílio da Luz ficou conhecido em Criciúma, Santa Catarina e em todo o Brasil, por se colocar no lado da classe trabalhadora e por se afirmar como comunista: um marxista convicto.

Com a morte de seu pai quando tinha 1 (um) ano de idade, Amadeu passou a ser criado pelo seu cunhado, Josil Palmero da Costa, militar das Força Armadas Brasileira, coronel do exercito e militante do PCB, que havia sido destacado para Blumenau para combate ideologicamente e repressivamente um grande núcleo Nazi-fascista.

Do período de 1952 até 1954, Amadeu viveu na cidade do Rio de Janeiro/RJ, onde militou no PCB e conheceu figuras ilustres como Oscar Niemeyer, Nelson Werneck Sodré, João Saldanha e Luis Carlos Prestes, dentro outros.

No ano de 1954, mais precisamente no dia da morte de Getulio Vargas, Amadeu chegou na cidade de Criciúma/SC para ficar e se tornar cidadão criciumense. A missão de Amadeu, especialista em agitação e propaganda, era dar assistência ao PCB e organizar a classe trabalhadora politicamente e por meio dos sindicatos para o enfrentamento com a elite local. Com um automóvel “Jipe” e passando pelos bairros, Amadeu e seus camaradas conseguiam reunir na praça desta cidade mais de 3 (três) mil mineiros, fazendo os coronéis do carvão tremerem.

Com o golpe de 1964, veio a sua primeira prisão, simplesmente pelo fato de ser contra o golpe. A sua segunda prisão aconteceu quando da inauguração da BR 101 pelo General Médici, sendo seqüestrado por militares (na denominada operação Barriga Verde, que buscou eliminar fisicamente os comunistas catarinenses) e levado para São Paulo, onde foi torturado física e psicologicamente nos porões da ditadura.

Amadeu suportou a prisão por mais de quatro anos, sendo libertado somente no final da década de 1970. Com a legalidade do PCB em 1985, ele foi o primeiro comunista criciumense a assumir as atividades revolucionárias do partido. Contribuiu decisivamente na manutenção do PCB em Santa Catarina após o racha com os liquidacionistas que fundaram em 1992 o famigerado PPS.

Com mais de 50 anos de militância comunista Amadeu Hercílio da Luz ainda teve forças para cumprir a tarefa de ser o candidato a Governador pelo PCB nas eleições de 2010. Mesmo debilitado fisicamente, ele cumpriu a tarefa, ajudando a recolocar o PCB no cenário político estadual, e contribuindo de forma decisiva na reconstrução revolucionária do Partidão. Desta forma, Amadeu, entrou definitivamente para a história ao ser o primeiro candidato comunista a eleições para governador em Santa Catarina.

Hoje aos 77 anos, Amadeu mantêm-se firme as ideias que defendeu a vida toda. Nunca trocou de lado. E segue afirmando que o capitalismo não cairá de podre, e que o resultado da sua superação, por uma sociedade justa, fraterna e igualitária, a sociedade Comunista, será fruto da luta e da organização da classe trabalhadora.

Fonte: http://pcb.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2725

Anúncios

Sobre dariodasilva

“o espírito crítico, a independência intelectual, não consistem em ceder à reação mas em não lhe ceder” Georges Politzer
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s